O tempo só tem espaço

Tríptico

2014

Costura sobre papel e tecido

205×200 cm ,  160×227 cm ,  180×210 cm

O tempo só tem espaço, aborda a complexa e singular relação do homem com o tempo e com o espaço, discutindo a partir de fragmentos físicos que remetem a uma memória particular, do que se constitui, e como se comporta essa relação na contemporaneidade.Cria-se, através da costura, uma especie de mapa conceitual, referente ao meu percurso sobre o tempo passado e o momento da criação da obra, uma constelação, ordenada por limites de afetividade.

“.. o sujeito, que não pode ser uma serie de acontecimentos psíquicos, não pode todavia ser terno.Resta que ele seja temporal, não por algum acaso da constituição humana, mas em virtude de uma necessidade interior.”

MERLEAU, Ponty, Maurice. Fenomenologia da Percepção.